Posted by : Xandy1608

Olá povinho! Feliz natal mais que atrasadinho! DJAN está de volta, e realmente, foi este mito que me fez querer fazer uma postagem na mesma hora em que eu terminei de assistir, a segunda parte de Kizumonogatari. Se acomoda ai e prepare-se para ler minhas sinceras opiniões.
Yeeeeeey!~

Lembrando que para ler essa postagem, é muito recomendado que tenha lido a postagem sobre Bakemonogatari e sobre Kizumonogatari Part 1: Tekketsu-hen, ou pelo menos, tenha um conhecimento próprio por simplesmente ter assistido todo Monogatari Series até o que está mostrado hoje. Vale lembrar também que detalhes técnicos sobre música e animação, não vou falar aqui, pois está tudo muito bem explicado na postagem da parte 1, junto com toda minha opinião sobre... bom, vamos lá!


É meus amigos, a Shaft ataca novamente, parece que eles realmente sabem a importância que o anime tem para seu estúdio, e não tem vergonha alguma disso! Um dos meus maiores medos sobre esse filme, era ele decair muito em relação ao primeiro, que mesmo não mostrando muito da história, foi realmente muito bom, mas fui surpreendido para o que agora está no meu Top 1 em quesitos filmes de animação (não só as japonesas).
Vamos direto para o assunto que todos queríamos ver, a história de Kizu em desenvolvimento. O que deixou algumas pessoas meio desanimadas com a primeira parte (mais especificamente os fãs mornos ou as pessoas que começaram a ver a obra pelo filme), foi a "falta de um plot" capaz de te prender, o que não é muito raro no começo de uma saga em Monogatari, um bom exemplo disso é o começo de Bakemonogatari e até mesmo o vangloriado Second Season. Deixando citações de lado, este segundo filme abusou muito da coisa acontecendo, basicamente nós temos um elemento que não vemos nunca em Monogatari sendo explorado, lutas, sim, você não leu errado, eu disse, lutas. Basicamente, em busca das partes de sua mestra, Araragi recebe a missão de isolar três caçadores de vampiros para derrota-los e dessa forma recuperar as partes. O problema é que esses caçadores consistem em Dramaturgie (O cara com os braços de lâmina), Episode (O cara badass da cruz gigante) e Guillotinecutter (O cara aparentemente normal), esses três juntos conseguiram desmembrar uma das personagens mais fortes de toda a série, ainda incapacitando ela, a deixando a beira da morte (iniciando assim o primeiro filme) e como ela não tem mais o poder para derrotar eles, Araragi, um humano recém transformado, terá que lidar com profissionais que já matam vampiros como se não fossem nada.
O tempo das lutas é bem decente, bem mais do que eu esperava na verdade, você tem a sensação de que elas acabaram rápido, mas no grosso elas realmente duraram (principalmente se considerar que o material original é uma visual novel, e não um mangá), mesmo com essa "velocidade", as lutas conseguem sim empolgar, e mesmo você sabendo que o principal pode se curar, dá para sentir na pele toda a tensão do momento, isso nas duas lutas que são mostradas no filme. O mais legal disso tudo, é ver como o nosso principal que sempre vive uma vida normal e mesmo em temporadas que seriam a frente disso vive ganhando na conversa tem que achar uma maneira de derrotar esses gigantes. As formas são realmente convincentes, eu tiraria um pouco do crédito da terceira "luta", que me pareceu muito seca para ser realmente aquilo, não vou me aprofundar para evitar spoilers, mas eu realmente acredito que isso será melhor explicado no próximo filme, já que o segundo acaba com um gancho logo nessa luta com uma frase épica do Oshino Meme (Só pra variar, né?).
Saindo um pouco das partes de luta, o filme retrata bem melhor a relação dos personagens apresentados, além de mostrar a nossa querida Shinobu em diversas formas diferentes na versão Kizu (acho que só falta a normal com todos os membros). Mas claro, eu não esqueci de falar, o prêmio vai para a relação de Araragi com Hanekawa, sério, uma coisa que deixou muita gente, inclusive eu meio incomodado no começo do anime, era aquela paixão doentia que ele tinha por essa personagem, e por mais que tivesse explicações, elas não eram tão boas assim, então ficavam mais parecidas com desculpas do que explicações verídicas (Claro que com o  tempo você simpatizava com a personagem e esquecia disso, mas não é esse o ponto). Aqui temos um motivo mais do que convincente para tudo isso, já no primeiro, temos o fato de que ela é a primeira amiga do principal, ai já é um ponto para ele gostar dela, mas em Nekketsu-hen, você consegue mesmo entender da onde surgiu isso, eles botaram os dois em cenas ótimas, algumas mais sérias e outras descontraídas, a sérias realmente empolgavam, e as descontraídas foram simplesmente geniais, sério, bem no estilão de Monogatari mesmo, algumas coisas parecem meio randômicas, o que pode incomodar alguns, mas esse humor funcionou muito bem comigo.
Só para finalizar, vamos para o inimigo de muita gente com Monogatari Series. Como é que ficou o ecchi nesse filme? Bom, na parte um, não tivemos um ecchi muito acentuado, o que foi bem compensado nesse, temos um ecchi bem humorístico aqui, sério, é mais no sentido de nonsense mesmo, então não é tão clichê e pode acabar funcionando pra você, mesmo se não curtir esse tipo de coisa. Enfim, outro diferencial, é que dessa vez, não pouparam muito os personagens masculinos dessa zona, eu até brinquei no facebook postando uma imagem do Araragi tirando a camisa com a seguinte legenda: "É muita seduzencia em um elenco só. Você hétero lendo isso, cuidado pra não virar bi depois dessa :v", no grosso foi um diferencial divertido, que tivemos realmente os dois lados da moeda e sem ser muito chato/ forçado, sempre mantendo aquele ar artístico de Monogatari mesmo em cenas que deveriam ser eróticas (se acha que isso é impossível dá uma olhada em Heavy Rain).

Nas notas gerais do My Anime List, no momento em que estou postando isso, Kizumonogatari Nekketsu-hen possui uma nota de 8.82, ainda maior que a do primeiro filme, reforçando ainda mais o que eu disse acima, eu realmente acho que esse é um daqueles animes que merecia um 9+ no MAL, porém temos alguns usuários (normalmente que não entendem muito da série ou em casos mais restritos fazem por haterismo mesmo) que deram notas baixas pro anime de forma bem injusta, é só olhar num geral das reviews, onde temos uma chuva de notas 10 e um gato pingado dando 4- (Claro, pode ser só a opinião deles, mas ainda não li uma review que me convencesse disso).

O tal do 4 solitário.

Sim, de novo essas músicas, desculpe, elas são muito boas! XD

Bom, só encerrando mesmo, a segunda parte continua com uma animação de cair o queixo, tudo bem fluído, com uma direção linda. A história tá bem mais cativante a este ponto da história, mas confirma muito uma teoria que eu tinha... se você quer começar a acompanhar Monogatari Series, esse NÃO é o começo recomendado, Kizumonogatari por mais que seja o inicio de tudo, depende muito de uma pré introdução e uma simpatia maior com certos personagens, que são dadas nas outras séries adaptadas, mesmo que tente ver ele antes, muitas cenas vão te deixar confuso ou não vão ter impacto nenhum, como teria em um fã da série (Parece que a Shaft acertou no seu complexo de Zelda). Enfim... mas por hora é isso, espero que tenham curtido esse DJAN, gostaram? Conhecem algum anime que acham que vale a pena ser postado aqui? Deixa ai nos comentários que eu dou uma olhada, quem sabe ele não vire nosso próximo post!


You See!~

Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

Jogo em Destaque!

Paladins[Vale a Pena? #3]

Page Oficial e Twitter

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Copyright © Melhores Jogos News -Black Rock Shooter- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan